• Sem Etiqueta

A origem do cuscuz (por Câmara Cascudo)

Atualizado: Jun 15


Se você gosta de cuscuz é bem provável que já tenha se perguntado em algum momento de onde surgiu esse prato delicioso e amado em todo o Nordeste, não é mesmo?

Então, o maior folclorista de todo o mundo, Luís da Câmara Cascudo, nascido no Rio Grande do Norte, já explicou com detalhes a origem dessa comida que é tão comum na vida dos potiguares. Veja!



Origem do cuscuz

Segundo Câmara Cascudo, o nome do cuscuz é de origem do termo “alcuzcuz”, “kuz-kuz”, que consiste em um prato muito conhecido na África, Marrocos e Egito.

No entanto, o curioso é que inicialmente ele não era preparado com milho, mas sim com farinha de trigo, arroz, painço e sorgo – um tipo de planta com flor que é bem semelhante ao trigo – sendo chamada aqui no Brasil como “milho zaburro”. Então, o milho só se tornou conhecido quando o seu nome começou a se espalhar pelo mundo, isso por volta do século XVI. A partir disso, começaram a servir esse prato misturando o milho juntamente com o mel.

Além disso, ainda existiam outras formas de se consumir essa iguaria, fazendo misturas interessantes, tais como:

· Com leite e açúcar;

· Com uvas passas e tâmaras;

· Acompanhado de carne ou pescado;

· Com caldo de carne e legumes;

· Molhado de manteiga.


Assim sendo, tudo indica que foram os povos do Norte da África, conhecidos como “berberes”, que tornaram esse prato conhecido nessa versão em outros lugares também da África, isso quando participaram das invasões no Congo e pelo Níger, há cerca de doze séculos.

Contudo, a origem do cuscuz a qual as pessoas conhecem hoje por aqui, foi uma solução meio brasileira e meio americana, onde o milho era o que dominava o prato.

Sem contar que foi pelo Nordeste que surgiu também a adição do leite de coco nesse prato, que é uma mistura que não ocorre em nenhuma região da África.

Inclusive, por lá ainda se continuam os tipos clássicos de cuscuz, que são aqueles de trigo, sêmola, sorgo e milheto.


Aliás, lá também se mistura esse prato com carnes, legumes e crustáceos, o que é bastante comum também no Rio Grande do Norte e até mesmo em São Paulo, o que ficou famoso por “cuscuz paulista”, por exemplo. Além do queridinho dos nordestinos: o glorioso e autêntico, cuscuz com ovo.

No mais, o cuscuz também era um prato bem conhecido em Portugal, isso quando o Brasil surgiu na rota da Índia. Portanto, não demorou muito para que ele se popularizasse e caísse no gosto da galera.

Desse modo, o próprio padre José de Anchieta, informou através da sua carta em 1585 o seguinte: fazem farinha que fica como cuscuz de farinha de trigo.

Ora, como era fácil de se fabricar cuscuz aqui no Brasil, esse era um prato muito presente nas refeições das pessoas mais pobres e modestas.

Aliás, exatamente por conta disso que muito se falava que o cuscuz era “comida de negros” trazido pelos escravos.


Hoje, a verdade, é que a gente come cuscuz com quase tudo, inclusive com nada.



Conclusão

Gostou de conhecer sobre a origem do cuscuz? Afinal de contas, esse é um prato muito comum no Rio Grande do Norte e que deixa outros brasileiros bem confusos e curiosos sobre ele!


86 visualizações

© 2020 por SEM ETIQUETA CAMIISETARIA BR. Produzido e criado com semetiqueta.com.br

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now