• Sem Etiqueta

Tudo o que você precisa saber sobre o caju

O caju é a fruta mais amada do Rio Grande do Norte, quem concorda? É por isso que, neste artigo, trazemos tudo o que você precisa saber sobre o caju: curiosidades, informações e variedades. Não perca!


O que você sabe sobre o caju? Por aqui, sabemos que a fruta é muito importante na cultura potiguar, e inclusive atrai muitos turistas para o estado. A fruta, que hoje é utilizada de diversas formas, na verdade não é uma fruta! Ficou chocado? Então vai ter que ler o post até o final!


A seguir, confira tudo o que você precisa saber sobre o caju e surpreenda-se com a riqueza desse ícone potiguar!



Principais curiosidades do caju


O caju não é uma fruta!


Apesar de ser conhecido com fruta, o caju é, na verdade, um pseudofruto. Isso porque é constituído de duas partes, a castanha e o pedúnculo floral. Assim, a fruta mesmo é a castanha, e aquela parte avermelhada que chamamos de fruta, na verdade é o pedúnculo.



O caju pode ser utilizado inteiro


Apesar de a parte avermelhada não ser a fruta, pode ser consumida tanto quanto a castanha. Inclusive, pelo fato de ser ácida e adocicada, é possível fazer receitas incríveis utilizando-a, como sucos, bebidas, doces, refogados, entre outras receitas com carne de caju. Já a castanha, depois de torrada, pode ser consumida em qualquer receita, de todas as formas.


O segundo maior cajueiro do mundo fica no Rio Grande do Norte


O cajueiro, a árvore de caju, é uma das árvores mais importantes do Rio Grande do Norte. Não é à toa que o segundo maior cajueiro do mundo está localizado no estado. É isso mesmo, bugou aí, né? O Cajueiro de Pirangi, turisticamente é conhecido como o maior cajueiro do mundo. Para ter ideia da dimensão da planta, ela cobre uma área de 8500 m², e chega a produzir até 80 mil cajus durante o período de safra. O tamanho equivale a 70 cajueiros, é gigante. Mas não é maior que o “Cajueiro-Rei”, no Piauí, que ocupa uma área de 8834 m². Vale a pena pedir para medir de novo. rs


Já virou até estampa de camiseta!


Para nós, o caju é tão importante que virou até estampa de camiseta! Hoje em dia, o caju é o símbolo da marca Sem Etiqueta, e já contamos com vários modelos diferentes de produtos, que podem ser utilizados por todo o Brasil! Além de camisetas, também criamos chapéus, utensílios de bar, quadros e bonés. É um produto mais lindo que o outro.


Informações nutricionais do caju


Agora que você já conhece algumas curiosidades sobre o fruto, confira algumas informações nutricionais e benefícios que traz à saúde:


O caju é rico em vitaminas do complexo B, vitamina C, e K, e minerais, como magnésio, cálcio, ferro, zinco, potássio, ácido fólico e oleico. Por isso, consumi-lo com frequência pode fortalecer o sistema imunológico.


Além disso, é muito potente no controle do mau colesterol, ajuda na prevenção de doenças do sangue, previne câncer e ajuda na manutenção de uma pele saudável e ossos mais fortes. Ademais, melhora consideravelmente a atividade sexual.


Quanto às castanhas, apesar de também trazerem benefícios, são contraindicadas a pessoas com insuficiência renal. Também não devem ser consumidas em excesso, pois podem ser maléficas para pessoas com pressão baixa. Caso não esteja bem torrada, a castanha pode ser tóxica (devido à presença de urushiol) e gerar inflamações na pele.


O que você precisa saber sobre os principais tipos de caju



As principais espécies de caju são anacardium giganteum (cajuí, caju-da-mata, cajuaçu), anacardium humile (caju-anão, caju-do-cerrado), anacardium occidentale (caju-comum, caju, acaju, caju-de-casa) e anacardium microcarpum (caju-do-campo, cajuaçu), porém, apenas a Anacardium occidentale L. é explorada comercialmente. Os cajueiros desta espécie ainda são divididos em dois tipos, o comum ou gigante e o cajueiro-anão-precoce.


O cajueiro-comum também é chamado de gigante porque a copa pode atingir até 20m de altura. Pelo Cajueiro de Pirangi já dá para ver que ele pode ficar realmente enorme, não é? Porém, o tamanho mais comum é entre 8m e 15m de altura, com diâmetro da copa proporcional à altura.


Já o cajueiro-anão-precoce é, como diz o nome, bem menor, e raramente ultrapassa os 5m de altura e 8m de diâmetro de copa. Sua copa é mais compacta e homogênea do que o cajueiro-comum.


A árvore de caju é cultivada em regiões de clima seco e com solos arenosos de baixa fertilidade, por isso se dá melhor nas regiões norte e nordeste do Brasil.


Neste post, trouxemos tudo o que você precisa saber sobre o caju, cujo fruto e árvore são extremamente importantes na cultura potiguar.


Quer ver mais posts como este? Não deixe de conferir nosso blog!


45 visualizações

© 2020 por SEM ETIQUETA CAMIISETARIA BR. Produzido e criado com semetiqueta.com.br

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now