• Sem Etiqueta

Saiba tudo sobre a história da música no Brasil

Atualizado: Out 2

Conhecer a história da música do Brasil é, também, conhecer a história de todo o país, sabia? Isso se dá, porque a música é uma das principais formas de expressão popular.

Sendo assim, entender qual é a base dos ritmos é uma forma de legitimar a produção e a arte de diversos povos, visto que a música não é homogênea (principalmente em um país como o Brasil), e tem distintas origens.

No post de hoje, vamos trazer tudo sobre a história da música no Brasil, passando pelas origens até de onde vêm os principais ritmos tocados aqui no país. Além disso, queremos propor uma reflexão a você, então não deixe de ler o post até o final para saber qual é!



Origens da música brasileira

A música brasileira já tinha uma formação antes da chegada dos colonizadores, sendo tocada pelos diferentes povos originários.

A partir da invasão europeia até o século 18, a música passou a ser restrita às elites, que escutavam principalmente a música clássica.

Mais tarde, com a chegada dos africanos, outros ritmos também começaram a soar no território brasileiro, como o lundu, de Angola, que inicialmente era tocado entre os escravos, e acabou por influenciar os primeiros ritmos populares no país.

Sendo assim, a música brasileira tem sua base nos povos originários, negros e também é influenciada pela música clássica europeia. Ritmos como o Samba, por exemplo, surgiram dessa mistura e relembrar essa origem é muito importante para que possamos entender de onde vem a música que escutamos atualmente.


De onde vêm os principais ritmos da música brasileira

A seguir, entenda de onde vêm alguns dos ritmos mais conhecidos no Brasil:


Samba

A palavra de origem africana samba tem como significado festa ou diversão, o que é a cara do ritmo. Esse que é considerado o primeiro ritmo nascido no Brasil teve seus primeiros momentos na Bahia, sendo muito tocado e cantando nas rodas de capoeira, mas acabou se popularizando no Rio de Janeiro. Contudo, no estado fluminense dos anos 20, tocar samba era considerado crime por estar diretamente relacionado à cultura negra.

Hoje já existem diversas variações do estilo, samba raiz, samba de roda, samba de enredo, entre outros, e é um dos ritmos mais tocados no país.


Jazz

O Jazz surgiu nos Estados Unidos, no início do século 20. Esse é um ritmo caracterizado pela improvisação e uso de diversos instrumentos. O ritmo nasceu entre os negros estadunidenses, que a partir da abolição passaram a ter contato com os instrumentos musicais europeus, e então experimentaram misturar os ritmos africanos com os metais e instrumentos de corda.

Essa mistura deu muito certo, e o ritmo passou por um momento de grande efervescência, influenciando outros gêneros musicais por todo o mundo — inclusive no Brasil. Além disso, o jazz também é uma marca muito forte do movimento negro dos Estados Unidos até hoje.


Funk

O funk é outro ritmo que nasceu nos Estados Unidos, nos anos 60. Derivado do soul music, o funk também é um estilo essencialmente negro. No Brasil, o funk chegou apenas nos anos 70, e alguns artistas como Jorge Ben Jor começaram a se inspirar no ritmo.

No final dos anos 80, o funk já havia tomado conta das comunidades cariocas, através dos bailes, devido à sua batida contagiante. No começo, o funk carioca falava muito sobre a vida nas favelas, e até hoje mantem essa característica, apesar de já ter diversas outras vertentes.

Atualmente, o Brasil e o mundo todo escutam o funk carioca, mas isso não exclui o fato de o ritmo ainda ser marginalizado por ter origem negra e periférica.


Hip Hop

O Hip Hop também é um ritmo que surgiu nos Estados Unidos, nos anos 70. Além de um ritmo musical, o hip hop é toda uma cultura que nasceu em Nova York, juntando os movimentos negro e latino. Essa cultura é caracterizada pelo estilo de vida urbano, trazendo questões sobre a vida na periferia e elementos como o grafitti. No Brasil, o movimento é muito forte em São Paulo.


Axé Music

Axé é uma palavra que tem origem nas religiões de matriz africana, e significa energia positiva. O axé music surgiu na Bahia, nos anos 80, e hoje é um dos principais ritmos do estado e do Carnaval. Como características, o ritmo conta com uma mistura de vários ritmos como o reggae, maracatu e forró.


Bossa Nova

A Bossa Nova surgiu nos anos 50, no Rio de Janeiro. Era um dos ritmos mais tocados entre a elite carioca, e ficou conhecido como “a renovação do samba”. As principais características do ritmo eram os instrumentos do samba, tendo o violão como principal, e influências do jazz. Sendo assim, a Bossa Nova é baseada em dois ritmos negros. Os nomes mais célebres da Bossa Nova são João Gilberto, Tom Jobim e Vinícius de Moraes.


MPB (Música Popular Brasileira)

O gênero musical MPB, a música popular brasileira, surgiu nos anos 60, durante o período militar. Entre os principais artistas do gênero está Chico Buarque, com sua famosa canção “Cálice”. A MPB foi um ritmo que misturou vários outros, sendo influenciada pelo samba (veio logo após a Bossa Nova), pelo rock e pelo folclore brasileiro. Movimentos como a Tropicália também se identificavam como MPB.


A música dos brancos é negra...


Como visto acima, a maioria dos movimentos musicais do Brasil é influenciada pela cultura negra, e mesmo os ritmos que surgiram entre as elites brancas têm sua raiz no samba ou no jazz.

No início do texto, mencionamos que a música foi restrita às elites por muito tempo, e durante a história do país, as músicas das culturas populares começaram a ser adotadas como “do Brasil”, na intenção de criar uma música tradicional para o país — como foi o caso da MPB.

No entanto, como os negros sempre foram invisibilizados no Brasil, quem passou a fazer sucesso cantando e tocando os ritmos originariamente negros foram as pessoas brancas. Em sua canção “Negros”, a cantora e compositora Adriana Calcanhoto relembra esse fato ao citar a frase “a música dos brancos é negra”, e expressa que a música tocada por brancos é essencialmente negra.

Para a Sem Etiqueta, escurecer os fatos e relembrar que a maioria dos ritmos mais tocados no Brasil são originários de África ou de movimentos negros pelo mundo é uma forma de resistência, assim, estamos sempre buscando diversificar e trazer conteúdo sobre o tema para você!

Para finalizar, propomos a reflexão: dos seus ritmos favoritos, quantos cantores e compositores negros você costuma escutar? Conta pra gente através das redes sociais!

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo